PONTOS TURÍSTICOS

A Casa da Bivó Mafalda insere-se num povoado típico de aldeia na região do Douro

Igreja Matriz de Pinheiros

A Igreja de Pinheiros, de invocação a Santa Eufémia, só foi construída no séc. XVII. Sofreu melhoramentos e alterações durante os séculos XVII, XVIII, XIX, XX e já no século XXI. Possui arquitectura religiosa, Maneirista e Barroca.

De facto, estruturalmente, a igreja é de estrutura maneirista, embora tenha sido construída no período barroco, sobre uma capela medieval da qual não existem quaisquer vestígios. O altar-mor é também deste século XVIII, em talha dourada da Renascença.

O tecto da capela mor é formado por 20 caixotões. Tem duas torres sineiras. A imagem de Santa Eufémia, muito antiga, tem cerca de 80 cm de altura.

Em 2003, sofreu obras de restauro e conservação, com intervenção na estrutura, reforçada, com novo telhado, novo tecto, alargamento da Igreja com uma capela lateral, onde se encontra o baptistério e a imagem de Santa Bábara, e que anteriormente era espaço de arrumação e de passagem para a sacristia.

Acesso: Pela EN 226-2 até Barcos; daqui, pela EM 514 até Pinheiros, sita no Lg. do Adro.

Capela de Sta. Bárbara

A época de construção situa-se no séc. XVII, sendo a arquitectura caracteristicamente religiosa, vernácula.

Trata-se de uma capela muito simples, destacando-se particularmente o altar em forma de urna, decorada com elementos geométricos e cálice em reserva central.

Acesso: Em Pinheiros, por caminho florestal para N., no Lug. de Santa Bárbara.